domingo, 11 de abril de 2021

Domingo da Misericórdia


 Neste segundo domingo da Páscoa, denominado por São João Paulo II o domingo da Divina Misericórdia, teremos a Santa Missa às 10 horas e às 15 horas a oração do Terço da misericórdia, onde pediremos de modo especial por todos que estão a sofrer com esta pandemia. Junte-se a nós!
Agendar presença pelo tel. (21) 2669-2994.


domingo, 4 de abril de 2021

Feliz Páscoa!


“Não temais! Sei que procurais Jesus, que foi crucificado. 
Não está aqui: ressuscitou como disse" (Mt 28, 5-6).
 

                                                                O Cristo Ressuscitado vos cumule de Paz e bem!

Neste ano de 2021, em que a humanidade inteira  sofre com o flagelo da pandemia do Covid-19, nos unimos fortemente a vós, pela oração e amizade e clamamos aos céus que conceda a todos as graças mais necessárias para que possamos superar todas as dificuldades deste momento histórico, afim de que a luz de Jesus Ressuscitado possa brilhar com toda a intensidade em cada coração e sejamos plenamente renovados no amor de Cristo.

Isto pedimos pela intercessão de São Francisco e Santa Clara de Assis, que em seu tempo se deixaram iluminar pelo Cristo e continuam a ser exemplo e espelho para nós hoje.

Com gratidão e na certeza da presença de Jesus Ressuscitado em nosso meio, vos desejamos uma Santa e Feliz Páscoa! São os sinceros votos de Suas Irmãs Clarissas.

 

Domingo de Páscoa

No Domingo de Páscoa, às 10 horas, teremos nosso grande encontro na Santa Missa da Ressurreição do Senhor. Com intenso júbilo poderemos então cantar unidos a uma só voz: “O Senhor ressurgiu, aleluia!”. Ficaremos muito felizes com sua presença. 

(Agendar pelo telefone: (21) 2669-2994).

Desde já vos desejamos uma abençoada e Feliz Páscoa!

sábado, 3 de abril de 2021

Vigília Pascal

Na Noite do sábado santo Igreja espera, velando, a Ressurreição do Senhor. Eis o sentido da Vigília Pascal, considerada a mãe de todas a vigílias e o coração do Ano litúrgico.

 A celebração da Vigília pascal é formada de quatro grandes momentos: a liturgia da luz;  a liturgia da Palavra; a liturgia batismal e a liturgia eucarística.

Participemos da Vigília Pascal com grande fervor, e que a luz do Cristo Ressuscitado inunde os corações de Paz e Bem!

(Obs: Agendar presença pelo tel. (21) 2669-2994) 



sexta-feira, 2 de abril de 2021

Sexta-feira da Paixão do Senhor



Na solene Ação Litúrgica da Paixão de Cristo, somos convidados a compreender e a viver mais profundamente o mistério da cruz: o sofrimento e a morte assumidos por Cristo para a nossa salvação. A Oração Universal rezada nesta celebração nos faz lembrar que Cristo veio para que todos tenham vida e a tenham em abundância.

A Paixão segundo o Evangelho de João apresenta a cruz como glorificação de Jesus, como sinal de salvação e de vitória (cf. Jo 3, 14). A Cruz é símbolo de Cristo e da vida nova que ele nos oferece, por isso, ao reverenciarmos a cruz nós estamos adorando o próprio Redentor.

 Agendar presença pelo tel. (21) 2669-2994.
 

 

 

quinta-feira, 1 de abril de 2021

Missa Vespertina da Ceia do Senhor

  

Agendar presença pelo tel. (21) 2669-2994.

 

Com a Missa Vespertina da Ceia do Senhor dá-se início ao Tríduo Pascal, onde fazemos memória da Última Ceia de Jesus. Na noite em que foi entregue, Jesus ofereceu ao Pai o Seu Corpo e Sangue sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou aos apóstolos para que os tomassem, mandando-os também oferecer aos seus sucessores.

Os textos litúrgicos desta Santa Missa propõem que contemplemos a Ceia do Senhor a partir de três ideias centrais: a instituição da Eucaristia, o serviço como traço de identidade de Jesus e dos cristãos, e o sacerdócio ministerial como testemunho.

 

Assim nos narra o Evangelho segundo São João:

"Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai; tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. Estavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus. Jesus, sabendo que o Pai tinha colocado tudo em suas mãos e que de Deus tinha saído e para Deus voltava, levantou-se da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. Derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-os com a toalha com que estava cingido. Chegou a vez de Simão Pedro. Pedro disse: “Senhor, tu me lavas os pés?” Respondeu Jesus: “Agora, não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás”. Disse-lhe Pedro: “Tu nunca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”. Jesus respondeu: “Quem já se banhou não precisa lavar senão os pés, porque já está todo limpo. Também vós estais limpos, mas não todos”. Jesus sabia quem o ia entregar; por isso disse: “Nem todos estais limpos”. Depois de ter lavado os pés dos discípulos, Jesus vestiu o manto e sentou-se de novo. E disse aos discípulos: “Compreendeis o que acabo de fazer? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. Portanto, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa que eu fiz". (Jo 13,1-15)


domingo, 28 de março de 2021

Domingo de Ramos

 

 (Agendar presença pelo tel. (21) 2669-2994)


Com o Domingo de Ramos iniciamos Semana Santa. Celebramos neste dia a "entrada triunfal" de Jesus em Jerusalém, uma semana antes da Páscoa. 

A solenidade tem esse nome por causa dos ramos de palmeira que foram colocados no caminho de Jesus, ao entrar em Jerusalém.  

 


 

Assim nos indica o Evangelho segundo São Mateus:

 

"Aproximavam-se de Jerusalém. Quando chegaram a Betfagé, perto do monte das Oliveiras, Jesus enviou dois de seus discípulos, dizendo-lhes: “Ide à aldeia que está defronte. Encon­tra­reis logo uma jumenta amarrada e com ela seu jumentinho. Desamarrai-os e trazei-mos. Se alguém vos disser qualquer coisa, respondei-lhe que o Senhor necessita deles e que ele sem demora os devolverá”. Assim, neste acontecimento, cumpria-se o oráculo do profeta: Dizei à filha de Sião: Eis que teu rei vem a ti, cheio de doçura, montado numa jumenta, num jumentinho, filho da que leva o jugo. Os discípulos foram e exe­cutaram a ordem de Jesus. Trouxe­ram a jumenta e o jumentinho, cobriram-nos com seus mantos e fizeram-no montar. Então, a multidão estendia os mantos pelo caminho, cortava ramos de árvores e espalhava-os pela estrada. E toda aquela multidão, que o precedia e que o seguia, clamava: “Hosana ao filho de Davi! Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor! Hosana no mais alto dos céus!”. Quando ele entrou em Jerusalém, alvoroçou-se toda a cidade, perguntando: “Quem é este?”. A multidão respondia: “É Jesus, o profeta de Nazaré da Galileia”." (Mt 21, 1-11)

 



 

domingo, 21 de março de 2021

Programação da Semana Santa

 

Com alegria, partilhamos convosco a Programação da Semana Santa 2021. 

Vossa presença já pode ser agendada pelo tel. (21) 2669-2994.


 


Obs: No dia 02 de abril, pela manhã, o Frei José Clemente Müller, OFM estará disponível para confissão individual dos fieis.